5 lições aprendidas com a prática do voluntariado

20/04/2017 09:54

Já se sabe que o voluntariado traz muitos benefícios para quem o pratica. Não há dúvidas de que o prazer de se sentir útil proporciona equilíbrio e bem-estar. O livro The Healing Power of Doing Good (O poder curativo de fazer o bem), do estudioso americano Allan Luks, é uma das obras que abordam esta relação entre a atuação voluntária e a saúde. Além de agir positivamente no estado físico, mental e espiritual, o voluntariado gera inúmeros aprendizados, tanto profissionais como pessoais, conheça alguns deles:

 

1. Empatia

Ser voluntário proporciona mais proximidade com pessoas e situações que você não conheceria em outras circustâncias. Permite a vivência prática de causas que estariam distantes, expandindo os horizontes. Com isso, adquire-se uma compreensão mais alinhada com a realidade alheia e, consequentemente, com as necessidades do outro. O envolvimento emocional nos renova, nos torna mais conscientes e verdadeiramente conectados com o entorno. Conseguir ver as situações por diferentes perspectivas é habilidade fundamental para a resolução de problemas.

 

2. Flexibilidade

Aprender a relacionar-se melhor costuma ser uma consequência natural do trabalho voluntário. Lidar com pessoas de diferentes origens, com crenças e formas de pensar totalmente diversas, tende a nos tornar mais flexíveis. Além disso, a possibilidade de vivenciar situações delicadas e inesperadas nos auxilia a ter jogo de cintura. Sem contar que é uma ótima oportunidade de fazer novos contatos e amizades.

 

3. Proatividade

O voluntariado permite que o indivíduo perceba seu próprio poder de realização. O voluntário passa a reconhecer que sua capacidade de transformação não depende necessariamente de fatores externos, de determinados recursos, de uma instituição ou mesmo do governo. Ele aprende a ter mais autonomia para agir e a ser mais participativo. Quem quer encontra um jeito de fazer.

 

4. Responsabilidade

Apesar de ser um ato espontâneo, o voluntariado exige compromisso e, muitas vezes, senso de urgência.  Em diversas situações, a ação voluntária impacta diretamente na vida de outras pessoas, então, é preciso seriedade com o que se propôs e agilidade no atendimento das necessidades. Caso contrário, o impacto negativo pode ser significativo. Seja qual for sua etapa de vida ou posição profissional, você pode ainda exercitar a capacidade de liderança e trabalho em equipe. Especialmente para jovens, o voluntariado é uma ótima oportunidade de amadurecimento.

 

5. Reciprocidade

É muito comum ouvir um voluntário dizer que aprendeu muito mais do que ensinou ou que ganhou muito mais do que ofereceu. Ao contrário do que muitos pensam, o voluntariado não é um fardo, um sacrifício que você faz em prol do outro. O voluntário aprende novas habilidades (mesmo se não houver uma capacitação formal), exercita seus talentos, compartilha seus hobbies...  Trata-se de uma via de mão dupla, onde todos saem ganhando. 

 

E você? O que aprendeu sendo voluntário? Conte aqui nos comentários!

Você precisa estar logado para comentar e interagir!
Login ou Cadastre-se